Milênio Embalagens

Selo de Qualidade da Milenio Embalagens

TIPOS DE ONDA E SUAS DIFERENÇAS

  • Home
  • TIPOS DE ONDA E SUAS DIFERENÇAS

TIPOS DE ONDA E SUAS DIFERENÇAS

TIPOS DE ONDA E SUAS DIFERENÇAS

Existem 4 tipos de ondas utilizadas no mercado atualmente, onda A, onda B, onda C, e onda E. A onda A, já foi mais utilizada no passado, sendo pouco utilizada nos dias de hoje. Mas isso não a faz menos importante. Na pratica, essas letras representam uma referência para a espessura da chapa. Sendo assim, uma chapa de papelão ondulado de parede simples onda A tem como padrão uma espessura de 5mm, já uma chapa onda C tem uma espessura de 4 mm, no caso da onda B a espessura cai para 3 mm, e a onda E tem como padrão uma espessura entre 1,2 e 1,5mm.

Quando falamos sobre uma chapa de papelão ondulado de parede dupla, duas letras serão combinadas para especificar sua espessura, por exemplo, a mais utilizada hoje em dia é a chapa de papelão onda BC (combinando uma chapa de parede simples onda B, acoplada a uma chapa de onda C) fazendo com que suas espessuras sejam somadas: Onda C 4mm + Onda B 3 mm = Onda BC 7 mm. Isso pode ocorrer com outras combinações de onda, por exemplo, uma onda BE.

Existem outras informações que podem ser identificadas apenas pela referência do tipo de onda, como a distância entre as ondas (quantidade de ondas por M²), mas são informações que quase não se utilizam nos dias de hoje. A possibilidade de criar diversos tipos de onda permitiu variações no número de ondas por metro linear, criando assim os cilindros-econômicos, ou seja, utilizando um número menor de ondas por metro linear, você automaticamente reduz o consumo de papel-miolo.

A grande dúvida de diversos usuários de papelão ondulado é, se reduzirmos o número de ondas por metro linear, não estaríamos perdendo a resistência ao esmagamento? Na realidade não, e é justamente por isso que essa informações não é tão utilizada nos dias de hoje. Com a evolução dos diversos tipos de papel, tanto de capas (internas e externas) quanto de miolo, podemos alterar a gramatura dos papéis, devolvendo assim sua resistência ao esmagamento. Ou seja, algumas ondas a menos por metro linear podem ser compensadas com uma gramatura um pouco mais pesada, mantendo assim sua resistência.

Podemos concluir que ao especificar um tipo de chapa de papelão ondulado apenas pela sua letra correspondente, já é o suficiente para identificar as características da chapa de papelão e projetar sua próxima embalagem. Lembrando sempre que para definir qual material utilizar em sua embalagem, deve ser levado em consideração diversos outros fatores que já mencionamos em nossos textos anteriores. Caso exista a necessidades de mais informações sobre cada tipo de onda, recomendamos que vá até o site da ABPO (Associação brasileira do papelão Ondulado) e veja a tabela de ”Classificação dos Níveis de Especificações da ABPO”.

Para garantir que suas embalagens tenham a performance necessária para proteger seu produto, com o melhor custo benefício, entre em contato com nossa equipe técnica. Estamos a sua disposição.

Artigo elaborado pela Milênio Industria de Embalagens, tendo como fonte principal e reprodução da imagem a publicação: Pereira, Juarez – Papelão ondulado em artigos. Revisão 2014 – ABPO, p. 133 a 134

Falar pelo WhatsApp

Fale com a Milênio Embalagens

Tem alguma dúvida, precisa de ajuda com algum projeto? Fale agora mesmo com um de nossos especialistas.

Telefone

(11) 4067-2566

WhatsApp

(11)96157-1112