Milênio Embalagens

Selo de Qualidade da Milenio Embalagens

AMOSTRAS – A DIFERENÇA ENTRE UMA EMBALAGEM DE LABORATÓRIO E UMA EMBALAGEM DE PRODUÇÃO NORMAL

  • Home
  • AMOSTRAS – A DIFERENÇA ENTRE UMA EMBALAGEM DE LABORATÓRIO E UMA EMBALAGEM DE PRODUÇÃO NORMAL

AMOSTRAS – A DIFERENÇA ENTRE UMA EMBALAGEM DE LABORATÓRIO E UMA EMBALAGEM DE PRODUÇÃO NORMAL

AMOSTRAS – A DIFERENÇA ENTRE UMA EMBALAGEM DE LABORATÓRIO E UMA EMBALAGEM DE PRODUÇÃO NORMAL

Quando utilizamos o termo “amostra”, estamos nos referindo a um protótipo de embalagem produzido a mão, de forma artesanal, ou em maquinas automatizadas chamadas Plotter.

As amostras normalmente são enviadas ao cliente antes de se iniciar a produção em larga escala, e tem a finalidade de verificar se as dimensões, fechamentos e formato atendem o que fora solicitado pelo cliente. A partir desta analise, identifica-se a necessidade de ajustes ou se ratifica o modelo proposto, dando início à produção do lote nos moldes aprovados.

Nem sempre as amostras representam fielmente à resistência a compressão que a caixa produzida em larga escala suportará, pois como a chapa de papelão ondulado, na confecção da amostra, não passa pelos diversos processos produtivos, tende a manter sua resistência intacta. Ao se produzir as caixas em larga escala, as chapas passam por diversos processos produtivos e sofrem, em cada uma das máquinas, pequenos esmagamentos em sua superfície, que podem reduzir a resistência à compressão, quando comparada aos valores encontrados na chapa em seu estado bruto.

Essa diferença de resistência à compressão encontrada na amostra e no lote entregue ao cliente é algo esperado e que deve ser levado em consideração no ato do recebimento do pedido. Por este motivo, é de suma importância que o cliente forneça ao projetista as informações dos produtos, empilhamento, estocagem e manuseio, para que ele considere as perdas de resistências previstas no processo produtivo e dimensione o material mais adequado para atender as necessidades do cliente.

Uma característica da amostra é que ela não possui a impressão do cliente, pois para tanto, seria necessária a confecção de uma matriz de impressão (clichê) e sua instalação no maquinário de produção impressora, o que, por motivos óbvios, não seria viável do ponto de vista operacional e financeiro para produção de apenas poucas caixas de amostra.

Para garantir que suas embalagens tenham a performance necessária para proteger seu produto, com o melhor custo benefício, entre em contato com nossa equipe técnica. Estamos a sua disposição.

Artigo elaborado pela Milênio Industria de Embalagens, tendo como fonte principal e reprodução da imagem a publicação: Pereira, Juarez – Papelão ondulado em artigos. Revisão 2014 – ABPO, p. 237 a 238.

Falar pelo WhatsApp

Fale com a Milênio Embalagens

Tem alguma dúvida, precisa de ajuda com algum projeto? Fale agora mesmo com um de nossos especialistas.

Telefone

(11) 4067-2566

WhatsApp

(11)96157-1112